quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

A Dança Com o Diabo de Sherrilyn Kenyon

Vampiros

Diversos

Zarek,Perigoso, ameaçador e tudo menos sociável. Exilado no Alaska durante novecentos anos, foi, depois dos acontecimentos da sua última missão, condenado à morte por Ártemis. Acheron, contudo, não está disposto a aceitar esse julgamento e convence a Deusa a assentir num julgamento pela ninfa Astrid. Mas, se até agora Astrid nunca considerou ninguém inocente, também é verdade que nunca a ninfa enfrentou uma decisão tão difícil como a do destino de Zarek. Poderá haver redenção para alguém para quem toda a vida (e a vida após da vida) foi amaldiçoada?
Mais um novo livro dedicado aos Predadores da Noite e, como sempre, Sherrilyn Kenyon não desilude. Com a sua escrita simples e fluída, um sentido de humor delicioso e a capacidade incrível de criar situações verdadeiramente comoventes, Dança com o Diabo é um livro que cativa desde a primeira página e que é impossível largar antes do fim.
Como elementos comuns aos anteriores temos a forte componente de erotismo, bem como a força emocional associada aos seus protagonistas, sempre com um passado atormentado que se entranha nas emoções do leitor. Neste livro, contudo, o passado torna-se ainda mais relevante para o desenvolvimento da história, já que, no seu julgamento de Zarek, a ninfa explora profunda e detalhadamente as marcas que a vida deixou no Predador da Noite. E é isso que mais marca neste livro: quanta dor e quanta escuridão transformaram Zarek no homem temido e excluído que nos foi apresentado já no livro anterior.
Por último, ainda uma nota positiva para a forma como a mitologia é explorada, de forma descontraída, mas sempre muito interessante, bem como para o mistério constante que se prolonga de volume em volume;quem é Acheron? Ou o que é?
Diversos

Sem comentários:

Enviar um comentário