quinta-feira, 30 de junho de 2011

Sem Tempo para Amar de Nerida Hilard

Diversos

Diversos

Melina, por mais que tentasse, não considerava a possibilidade de que o interesse de Bay Cameron pudesse
ultrapassar os limites da simples piedade. Depois que ela sofreu um acidente, construiu em torno de si uma muralha impenetrável. Para Melína, a alegria de viver não tinha mais sentido, ela não existia mais para o mundo. Bay se esforçava para romper aquelas barreiras, mas nada parecia sensibilizá-la. Este empenho paciente e carinhoso foi se transformando gradualmente num sentimento mais profundo. Mas por que razão Melina insistia em continuar cega, diante dá intensidade daquele amor que nascia como um clarão nas trevas?
Diversos

Sem comentários:

Enviar um comentário