quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

O Barbaro de Katheryn Kramer...


Diversos
Bretanha, 65 d.C.
O poder de uma paixão
Assim que viu o brilho perigoso nos olhos do soldado romano, Wynne soube que estava perdida. Não podia se esquecer, contudo, de que era celta, e ele, um inimigo de seu povo. Mas como resistir àqueles olhos cor de âmbar que acariciavam cada curva de seu corpo e aos braços fortes que a faziam derreter-se de paixão?
Aquela deusa loira era um fruto proibido, mas Valerian achava impossível resistir a tão suave e inocente flor em botão, cuja pele sedosa e doces lábios de mel o incendiavam de desejo! Uma necessidade premente e incontrolável o dominava diante de tanta formosura, e Valerian viu-se dividido entre o dever e a lealdade, e o anseio de conquistar aquela mulher de corpo e alma, e fazê-la entregar-se ao êxtase da paixão...
Diversos

Sem comentários:

Enviar um comentário