quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Sem Limite Para Amar de Ana Vera Lemos

Diversos

Diversos

Wagner Ribeiro olhou constrangido para Edna Pereira, agora sra. Ribeiro. A garota fechou os olhos e aguardou, enquanto ele suavemente depositava seus lábios sobre os dela. Um arrepio percorreu o corpo da jovem ao sentir o contato daqueles lábios quentes e adorados. Ela se aconchegou entre os braços dele, deliciada. Ele era claro, alto, de ombros largos, cabelos rebeldes e levemente encaracolados. Ela era menor, tipo mignon, de formas voluptuosas e definidas com cabelos ruivos e lisos, que lhe caíam teimosamente sobre os olhos. Eram ambos jornalistas free-lancer, do tipo que não se prende a um local fixo de trabalho. Vendiam suas reportagens e fotos a quem pagasse mais, mas havia algum tempo que não conseguiam nada de positivo. Os tempos andavam difíceis para ambos. Conheciam-se havia algum tempo — um encontro casual na redação de um jornal. A partir daí, um sentimento ainda indefinido atraiu um para o outro.
Com o passar dos dias, aquele sentimento se intensificou até se transformar em algo profundo e sincero. Viviam juntos num pequeno apartamento alugado, mas quando as coisas pioraram e o dinheiro acabou, foram despejados. Foi então que resolveram se casar. Era um modo de, juntos e unidos definitivamente, enfrentarem aquele problema comum. Ambos sabiam que as coisas não seriam fáceis, mas resolveram arriscar assim mesmo. Numa cidade como o Rio de Janeiro, não haveria de faltar trabalho.
Afinal, a todo momento alguma coisa acontecia. O que não esperavam, no entanto, era se verem, de um momento para o outro, no centro de uma disputa acirrada pelo poder no submundo do crime de uma cidade grande...

Diversos

Sem comentários:

Enviar um comentário