sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Casamento de Conveniência de Georgette Heyer

Historicos

Diversos

A história começa com a distinta família Winwood, e a notícia de que a filha mais velha, a bela srta. Lizzie, foi pedida em casamento pelo conde de Rule, um ótimo partido... e, é bem verdade, esse acordo veio em hora bastante oportuna, pois não era um grande segredo o fato de a família estar enfrentando problemas financeiros devido aos excessos no jogo do filho e herdeiro, Pelham Winwood.

Mas o problema é que a jovem já era apaixonada por outro, um militar pobre, Edward Heron, e sofria terrivelmente diante da perspectiva de ter que deixá-lo. É então que entra em cena Horatia, a caçula das irmãs Winwood, que, em um gesto entre altruísta e descarado, procura o conde, explica toda a situação, e pede para que ele se case com ela, ao invés de Lizzie; afinal, a união não era por amor e sim pela conveniência, então qualquer uma das irmãs Winwood serviria ao propósito, mesmo que ela, Horry, não fosse tão bonita e nem possuísse todas as brilhantes qualidades de Lizzie.

O conde, entre surpreso e fascinado, decide aceitar o acordo inusitado; além disso, decide ainda ajudar a conseguir melhorar a posição do sr. Heron no exército para que ele e Lizzie possam se casar.

E assim, o conde de Rule e Horry se casam. Mas isso é só o começo!!!! Ao longo da trama, o conde irá descobrir que sua espevitada e destemida esposinha é capaz de se meter nas maiores confusões, que é capaz de exasperá-lo... mas que também pode ser incrivelmente apaixonante.


Diversos

3 comentários:

  1. Oi Cris!

    Achei seu blog quando estava a procura dessa raridade da Georgette Heyer digitalizado...

    Gracias por disponibiliza-lo.

    bjos
    Mara

    Ps. já estou te seguindo.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Mara & Boa Leitura!!!
    Uma Excelente Semana Para Ti,Beijokas!!!

    ResponderEliminar
  3. Obrigada Mara & Boa Leitura!!!
    Uma Excelente Semana Para Ti,Beijokas!!!

    ResponderEliminar