sexta-feira, 5 de agosto de 2011

A Deusa Selvagem de Barbara Cartland

Historicos

Diversos
Valda não podia fazer o que o padrasto lhe pedia. Casar com um homem que achava repulsivo?
Nunca! Mas o que mais a irritou foi o argumento dele para lhe impor o casamento: " Minha querida,
você não é capaz de escolher nem um vestido, sozinha, quanto mais um marido!" Bem, ela lhe
mostraria do que era capaz. Disfarçada de cigana, Valda fugiu do castelo da família para procurar seu
destino nas planícies agrestes da França. Agora, era uma mulher sem passado, livre e indomável
como os cavalos selvagens da Camargue. Quem sabe, um dia, encontraria o homem certo. Valda só
não pensou que, se esse homem aparecesse, nunca se interessaria por uma simples cigana.
Diversos

Sem comentários:

Enviar um comentário