sexta-feira, 15 de julho de 2011

Uma Mordida Rapida de Linsay Sands

Vampiros

Diversos

“Vamos tirar isso de você”, ela sugeriu enquanto trabalhava no laço do seu pescoço. Ele suspirou enquanto ela era removida, relaxando um pouco na cama, e Lissianna resolveu descartar a gravata também.“Pronto, não está melhor?” Ela perguntou, deslizando o tecido de seda do pescoço dele. O homem começou a afirmar com a cabeça, então parou o movimento e ao invés disso fez uma careta enquanto ela abria os primeiros três botões da camisa dele. “Seria melhor ainda se você me soltasse.” Lissianna sorriu se divertindo com a forma que ele estava lutando consigo mesmo, então tentou distrair-lo passando levemente os dedos pelo pedaço de peito que revelava. Para grande satisfação dela, um tremor passou por ele quando suas unhas longas arranharam gentilmente sua pele nua. Ele negócio de sedução estava demonstrando ser mais fácil do que ela temia. “Me solte.” Ele estava tentando ser firme, mas era óbvio que seu coração já não estava inteiramente por trás do desejo de ficar livre. Sorrindo sabiamente, Lissianna passou os dedos levemente pelo pano logo acima do cinto dele. Essa ação provocante fez com que os músculos do estômago dele galopassem e sua respiração saiu num pequeno sopro de ar. “Que inferno”, ele respirou. “Existem coisas piores que ser um escravo sexual.”
Diversos

Sem comentários:

Enviar um comentário